Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Diário de uma Caçadora

Para entenderem a minha loucura precisam, primeiro, de conhecer a minha paixão. Quero mostrar que a minha paixão é muito mais do que o simples acto de matar... Que a minha paixão é uma forma de estar na vida!

Diário de uma Caçadora

Para entenderem a minha loucura precisam, primeiro, de conhecer a minha paixão. Quero mostrar que a minha paixão é muito mais do que o simples acto de matar... Que a minha paixão é uma forma de estar na vida!

8 razões para comer carne de caça

Quando pensamos no que vamos fazer para o almoço ou para o jantar depressa nos vem à ideia frango, vaca, porco ou peru. Estas são normalmente as opções mais recorrentes no dia a dia. Contudo, há uma panóplia de alternativas, nomeadamente a carne de caça. 

Como escrevi outrora, muito mais saudável, sem hormonas nem antibióticos. Em toda a Europa a carne de caça começa a ganhar uma grande relevância e a ser cada vez mais procurada pelos consumidores, seja em supermercados ou em restaurantes. 

Grandes chefes de cozinha apostam cada vez mais neste tipo de carne. E Chris Knights, chefe executivo da Young´s e da Geronimo Inn´s (pubs muito conhecidos no Reino Unido), juntamente com Chris Sole, caçador, juntaram-se para explicar às pessoas a importância da carne de caça na rotina alimentar.

E eis que surgem as 8 razões para comermos carne de caça:

 

1) Carne com pouco teor de gordura

A carne de caça tem pouco teor de gordura, principalmente quando comparada a outros tipos de carne. Isto porque não foi submetida a uma reprodução seletiva para aumentar a gordura. Os animais de caça têm, portanto, uma alimentação mais saudável e mais natural, sendo também mais ativos fisicamente.

 

2) É uma carne rica em ácidos gordos Ómega 3

Quando falamos em Ómega 3 depressa nos remete para o salmão; contudo a carne de caça (ex. veado) é rica em Ómega 3 e Ómega 6. Ambos estes ácidos são componentes essenciais das membranas celulares. Cada vez mais os estudos demonstram que os ácidos gordos Ómega 3 apresentam um papel protetor contra doenças cardíacas fatais e efeitos anti-inflamatórios. Simultaneamente existe um crescente interesse no papel dos ácidos gordos ómega 3 na prevenção da diabetes e de determinados tipos de cancro.

 

3) É fácil de preparar

Para a pessoa que compra a carne de caça no talho isso não é problema, pois vem tudo já preparado. Os animais vêm esfolados ou as aves depenadas e o consumidor comum não tem de se preocupar com isso. Hoje em dia já há opções de bifes de veado ou de alheiras de javali, por exemplo. (Mas é certo que ainda são poucos os talhos que oferecem estas opções).

 

4) Pegada de Carbono baixa 

Todos os dias, através das nossas atividades e rotinas habituais, produzimos dióxido de carbono que é libertado para a atmosfera – a nossa pegada de carbono ou carbon footprint. Esses gases de efeito estufa detêm o calor na atmosfera do planeta o que, por sua vez, contribui para o aquecimento global, que tem efeitos prejudiciais sobre o meio ambiente, a vida humana e animal. 

Ora, estes animais estão em liberdade e não são produzidos em indústrias alimentares, onde a grande produção e o lucro são o mais importante e, consequentemente, onde a pegada de carbono é enorme. 

Ao comermos carne de caça, a pegada de carbono é relativamente pequena, pois do campo à mesa, o caminho é curto...

 

5) Conservação e Sustentabilidade

A caça desempenha um papel fundamental na gestão das populações de animais e, sem esse trabalho cinegético, muitas populações teriam desaparecido e outras aumentado para níveis insustentáveis. 

 

6) Carne sem antibiótico

Ao comermos carne de caça, sem antibióticos, estamos a contribuir, e muito, para a nossa saúde. Por vezes, sem nos apercebermos e sem querermos, estamos a ingerir micro doses de antibióticos e outros químicos através da cadeia alimentar. É preciso, cada vez mais, ter cuidado com o que se come; alimentos produzidos em escala industrial como carnes e leites podem ser muito nocivos para a saúde.

 

7) São animais livres

As espécies cinegéticas são livres. Andam por onde querem, comem aquilo que caçam; ao invés dos animais de indústrias alimentares, que comem o que lhes dão, nas doses que lhes dão e estão confinados ao espaço que lhes dão.

São animais que trabalham os músculos e isso torna a sua carne ainda mais saborosa.

 

8) É uma carne versátil

Muitas pessoas não compram carne de caça porque não sabem como fazer ou o que fazer. Não têm receitas e não se querem aventurar. No entanto, já há muitos chefes, inclusive em programas televisivos, a confecionarem este tipo de carne. Podem usar a vossa imaginação e fazer imensas receitas diferentes, com hidratos de carbono ou com legumes.

Brevemente, este blog irá ter várias receitas de carne de caça.

 

game-roast-.jpg

Resultado de imagem para perdiz estufada

Resultado de imagem para arroz de lebre