Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Diário de uma Caçadora

Para entenderem a minha loucura precisam, primeiro, de conhecer a minha paixão. Quero mostrar que a minha paixão é muito mais do que o simples acto de matar... Que a minha paixão é uma forma de estar na vida!

Diário de uma Caçadora

Para entenderem a minha loucura precisam, primeiro, de conhecer a minha paixão. Quero mostrar que a minha paixão é muito mais do que o simples acto de matar... Que a minha paixão é uma forma de estar na vida!

A nova hierarquia da Sociedade Moderna

Vivemos numa Sociedade Moderna, liberal, democratizada; onde os valores se alteram constantemente. Para o bem ou para o mal alteram-se. A isso se chama desenvolvimento, talvez? Crescimento? Modernização? O conceito não é o mais relevante, mas sim as consequências disso mesmo. 

Há valores que não se podem alterar. Nem com modernizações, nem com crecimentos globais. Não podem! Um simples obrigada ou um simples por favor devem constar sempre! Um sorriso ternurento não pode faltar em diversas situações! Humildade e respeito muito menos! E a importância de um ser humano nunca deve ser rebaixada. 

E é aqui que quero chegar. A nova hierarquia da Sociedade Moderna conseguiu rebaixar o ser humano e conseguiu que este fosse menos importante do que os animais irracionais.

E o respeito e dignidade dos animais não é aqui posto em causa. Não o deve ser, nunca! Porque se somos bons seres humanos, nutridos de valores e educação, então saberemos respeitar os animais, no seu todo. E se formos bons seres humanos, nutridos de valores e educação, também saberemos respeitar um ser humano, com todas as limitações e defeitos que este possa ter.

E com esta nova hierarquia o animal assume o seu lugar no topo, seguido pelos humanos. A Sociedade Moderna não deveria ter permitido tal coisa. Não deveria ter permitido que o abandono dos idosos não fosse crime. É crime. É crime o abandono, seja ele de que forma for.

É crime abandonarmos os animais. Concordo que assim o seja! Quem não os pode ter, não tem. Seja física ou emocionalmente. 

Não é crime abandonar os idosos. Não concordo de todo! 

No outro dia, estava no Hospital de Santa Maria, nas urgências. A quantidade de macas com idosos era surreal. Mas isso é "normal", a lei da vida assim o dita - os idosos são seres mais frágeis e, consequentemente, necessitam de mais cuidados. O que me espantou, neste tal dia, foi uma idosa em particular. Estava frágil, demasiado frágil. Tinha os olhos fechados, estava pálida (muito pálida) e o corpo já não reagia a nenhum estímulo. Mas ainda era um ser humano, que merecia o respeito de todos. E, entre conversas de hospital, percebi que a tinham deixado ali, para irem de férias.

"Foi a filha que a deixou aqui", diziam. "O filho foi para o estrangeiro há muitos anos e não veio mais a Portugal. A Senhora ficou ao cuidado da filha. Mas esta tem uma vida muito ocupada e agora iam de férias. E só poderiam ir, se a senhora tivesse onde ficar. E deixaram-na aqui, alegando que teve uma queda num tapete. Voltariam no dia a seguir... Até hoje!"

Chocante? Desumano? Claramente que sim. Mas, o mais desumano, para mim, é que nada acontece. Porque não é crime. Porque a nova hierarquia da Sociedade Moderna assim o ditou. Mas se esta senhora tivesse abandonado o seu cão, para ir de férias (um ato desumano, é claro) teria outro tipo de consequências, porque é um ato criminoso. Porque a nova hierarquia da Sociedade Moderna assim o ditou.

 

Caminhamos para o abismo? Serão as coisas assim tão lineares? É preciso olharmos para dentro de nós, para um órgão pequenino, que se chama coração e percebermos se ele ainda poderá ter batimentos suficientes que possam levar ao amor, ao respeito, à compaixão, e à dignidade.

ML.

idosos_3.jpg