Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Diário de uma Caçadora

Para entenderem a minha loucura precisam, primeiro, de conhecer a minha paixão. Quero mostrar que a minha paixão é muito mais do que o simples acto de matar... Que a minha paixão é uma forma de estar na vida!

Diário de uma Caçadora

Para entenderem a minha loucura precisam, primeiro, de conhecer a minha paixão. Quero mostrar que a minha paixão é muito mais do que o simples acto de matar... Que a minha paixão é uma forma de estar na vida!

Abertura Geral

E finalmente o grande dia está aí!

 

Hoje já sei que vai custar a adormecer! Vou acordar imensas vezes e a ansiedade irá fazer parte do meu suposto descanso. Hoje é um dia mais agitado. É um dia de criar expetativas, de delinear objetivos, de pensar em estratégias, de ter a humildade para aprender e perceber como poderei fazer melhor e, acima de tudo, hoje é dia de sonhar com estes 5 meses que vamos viver. Intensamente e com uma profunda alegria que nos dita, constantemente, que estamos vivos e bem vivos...

 

E os cães... Esses sentem já esta nossa ânsia. Sabem exatamente o dia e a hora que vão começar a caçar, como se fossem também eles animais racionais! Talvez estejam ainda mais ansiosos que nós. No fundo eles nasceram mesmo para isto. A felicidade de um cão a bater terreno, a procurar a caça, a fazer a busca é bem patente.

São a peça fundamental para eu ser caçadora, sem dúvida alguma!

 

Hoje é também dia de preparar tudo meticulosamente. Limpar e arrumar! Armas, cartuchos, colete, chapéu, cães, água e apito. Feito!

 

Relativamente às tais expetativas... São sempre boas e positivas. Têm que ser! Principalmente com o panorama que temos hoje em dia. Se não houver esperança, vontade de fazer mais e melhor, de caçar, de bater terreno, de dobrar vales e montanhas atrás de uma perdiz brava, então talvez não valha a pena aqui estarmos. Porque os sonhos só poderão ser realizados, enquanto houver esperança e determinação para fazermos as coisas; caso contrário, será difícil continuarmos com a mesma alegria que anteriormente.

 

Passamos tempos difíceis; tempos em que as pessoas estão diferentes, em que os valores e conceitos que, outrora, estavam bem patentes, hoje são colocados em causa. A caça, o mundo rural e a natureza já não são entendidos como antes. A caça em si mudou muito de há 50 anos para cá. 

 

Mas como somos caçadores também de esperanças e sonhos, iremos certamente continuar nestas nossas andanças, onde a felicidade está mesmo ali, sem nos esforçarmos a encontrá-la!

 

Boa abertura a todos os caçadores!

Não se esqueçam das normas de segurança, o fundamental na caça! Cuidado e atenção!

E não se esqueçam também de serem caçadores. Sempre! E não matadores...

ML.

12119075_10153065526890685_371523571977249657_n.jp