Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Diário de uma Caçadora

Para entenderem a minha loucura precisam, primeiro, de conhecer a minha paixão. Quero mostrar que a minha paixão é muito mais do que o simples acto de matar... Que a minha paixão é uma forma de estar na vida!

Diário de uma Caçadora

Para entenderem a minha loucura precisam, primeiro, de conhecer a minha paixão. Quero mostrar que a minha paixão é muito mais do que o simples acto de matar... Que a minha paixão é uma forma de estar na vida!

Braco Alemão

A raça Braco Alemão é uma raça que gosto particularmente e, como tal, hoje falarei sobre a mesma. Sou criadora desta Raça e, além disso, o meu primeiro cão de parar (e até hoje) é um Braco Alemão. Portanto, a relação que nutro por estes cães e, principalmente, pelo trabalho que estes são capazes de fazer é eminente.

 

E, se em tempos falei das modas que existem, nos dias de hoje, nos cães de parar; o Braco Alemão é, sem dúvida, uma "marioneta dessas modas". Ou seja, no meu ponto de vista, no que vemos nas Provas de Cães de Parar hoje em dia, e também na caça, o Braco Alemão tem tido uma aceitação e crescimento enorme. Daí intitulá-lo como o cão da moda. Toda a gente tem ou quer ter um Braco Alemão e, claramente que entendo o porquê disso mesmo. E aí tocamos num dos pontos chave: as caraterísticas desta raça do grupo 7, FCI. Paralelamente,  todo o trabalho feito por profissionais de treino e ensino com estes cães, a par da genética, também têm contribuido para a expansão da raça. 

Portanto, para além do gosto pessoal de caça caçador ou de cada amante da raça, está o facto deste Cão ter aptidões naturais já muito apuradas, nomeadamente, o sentido de paragem, a paixão pela caça, a alegria e desinibição caraterísticos nesta raça e, também, a adaptabilidade a diferentes terrenos, climas e tipo de caça.

 

Mas, de onde vem o Braco Alemão? No fundo, quem é o Braco Alemão?

O Braco Alemão tem os seus ancestrais nos cães que eram usados para apontar pássaros, especialmente nos países do Mediterrâneo e pela caça de falcoaria. O pointing dog (como lhe chamavam), sendo este o atributo mais importante naquela altura (o apontar), foi para a Alemanha através de França, Espanha e Bélgica (Flanders). Neste sentido, a origem do Braco Alemão começa nos cães locais de pista e cães de corso medievais.

E, depois da introdução da espingarda de dois canos, em 1750, a necessidade de ter um cão que apontasse era ainda maior. E é a partir daí que as aves, por exemplo, são mortas em vôo.

Depois da conquista de Napoleão, o sistema de caça tornou-se diferente, e aí dá-se o "grande salto" do mero cão que servia para apontar, para um cão que era multi facetado e com vários "talentos". Eram cães bastante valiosos, e usados pela nobreza.

Claro que os Braco Alemão dessa época tinham poucas semelhanças com os de hoje em dia.

Ainda houve melhoramentos com os cães ibéricos, na guerra civil e Perdigueiro de Burgos.

Há cerca de 100 anos, mais propriamente, 50 anos atrás, o Pointer teve uma grande incidência no melhoramento desta raça, nomeadamente na elegância. Como dizem os americanos "um cão que foi criado pela sua função e não pela beleza, no entanto, saiu um cão muito bonito".

 

Morfologicamente, esta cão forte e robusto, com linhas craniofaciais divergentes, tem um porte médio (os machos de 62 a 66cm e as fêmeas de 58 a 63cm). As cores admitidas no estalão são: castanho; preto; malhado ou branco malhado destas tonalidades. Pode ter manchas de fogo.

 

E na caça? Como se comporta o Braco Alemão?

Desde que adquiri o meu braco alemão, ou melhor, desde que me ofereceram esta raça para ser o meu companheiro de caça, que tenho uma noção diferente da raça. Claro que quando convivemos com determinado tipo de raça, vamo-nos apercebendo de certas caraterísticas e de certos pormenores que, seguramente, não vêm descritos em nenhum estalão.

O Braco Alemão é um cão apaixonante como, aliás, todas as raças do 7º Grupo. É um cão com uma paixão soberba pela caça. E quando chegamos ao terreno com o nosso cão, depressa nos devemos aperceber disso. É um cão que deve ser capaz de galopar durante muito tempo com o mesmo andamento (passada amplas, com boa propulsão dos posteriores e bom alcance dos anteriores), denotado de uma busca ampla e aberta, movimentando-se com uma atitude orgulhosa.

A posição da cabeça deve estar entre o prolongamento da linha do dorso ou acima da linha do dorso e, como diz o estalão, assim nada lhe pode escapar.

É um cão bonito, sem dúvida, quer morfologicamente, quer a bater terreno e a deparar-se com as peças de caça, sendo que a posição de paragem deve ser de pé, com a cabeça alta (na Alemanha é aceite a paragem deitado). A situação de tensão, percorre o corpo inteiro, os músculos contraem-se e isso permite também que ocorram paragens fantásticas e exuberantes. Atenção que o Braco Alemão pode deitar-se no levantar da caça.

É um cão que cobra em terra e na água, tendo alguma tendência para o "dente duro". Sem dúvida, uma das melhores qualidades do meu braco alemão - o cobro. Tem uma aptidão (atroz) para o cobro das peças abatidas. Mas isso é como tudo, e já sabemos que não podemos nunca comparar nenhum cão com outro. Lembro-me ainda numa das primeiras vezes que ele cobrou e me veio entregar a peça de caça. Ajoelhei-me perante ele, olhei-o nos olhos e as lágrimas começaram-me a escorrer de alegria. A tal sensibilidade feminina que teima em aparecer, nestes momentos... Mas ele estava também feliz... Abanava a cauda celeremente e lambia-me a cara, como a dizer "Vamos continuar, eu posso fazer isto mais vezes". Enfim... Histórias que nos vão delineando!

 

Como falei anteriormente, esta raça tem evoluído bastante, devido a todo o trabalho exímio que tem sido feito. Contudo, é de ressalvar que estes cães são muito teimosos e por vezes é preciso "mão firme" (correto ensinamento) para um braco alemão. É um cão dócil, fiel ao seu dono. Mas, na minha opinião (e já o disse várias vezes), não é o cão de parar mais meigo que temos e, por vezes, pode ser um cão muito independente, ao contrário, por exemplo, do perdigueiro português ou do epagnuel breton.

Um cão adaptado a todo o tipo de caça e, tendo em conta a situação da caça em Portugal, um cão que começa a ser muito usado nas matilhas de caça grossa. Muitos matilheiros dizem que este é um cão que num dia caça aos javalis e, no dia a seguir, se for preciso caça apenas às perdizes...

 

Fica um pouco do Braco Alemão, mais uma das minhas raças de eleição!

ML.

 

2015-04-25 16.39.20-2.jpg

2016-03-05 13.33.39.jpg

12242265_1082747108424452_1568232509_n.jpg

 

 

 

 

2 comentários

Comentar post