Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Diário de uma Caçadora

Para entenderem a minha loucura precisam, primeiro, de conhecer a minha paixão. Quero mostrar que a minha paixão é muito mais do que o simples acto de matar... Que a minha paixão é uma forma de estar na vida!

Diário de uma Caçadora

Para entenderem a minha loucura precisam, primeiro, de conhecer a minha paixão. Quero mostrar que a minha paixão é muito mais do que o simples acto de matar... Que a minha paixão é uma forma de estar na vida!

Caça ao leão Cecil foi totalmente legal

Muito se falou e muito se escreveu sobre a morte do leão Cecil, no Zimbábue, em Julho de 2015. Walter Palmer, um dentista americano, participou nesta caçada no Parque Nacional Hwange, organizada por Bronkhorst.

 

Depois de um ano de polémicas, o Tribunal do Zimbabué retirou todas as condenações a Bronkhorst, o guia que acompanhou Palmer na caçada (de referir que Palmer estava completamente legal e não sofreu acusações). Chegaram à conclusão que a caça ao leão Cecil tinha sido completamente legal.

 

Sabemos que a caça legal e sustentada em África gera milhões, alimenta muitas e muitas pessoas e ainda serve para a conservação das espécies. Fala-se que a universidade que controlava o leão Cecil tinha pedido para o caçarem, pois faltavam já recursos vindo da caça legal.

 

Contudo, a comunicação social especula muito e tudo o que se escreveu provém de teorias fundamentalistas e de teorias que vendam mais e mais jornais. A verdade, essa, ficará para a quem quiser estudar e conhecer! 

 

 

Theo Bronkhorst, cazador profesional, a su llegada a los tribunales. / AFP