Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Diário de uma Caçadora

Para entenderem a minha loucura precisam, primeiro, de conhecer a minha paixão. Quero mostrar que a minha paixão é muito mais do que o simples acto de matar... Que a minha paixão é uma forma de estar na vida!

Diário de uma Caçadora

Para entenderem a minha loucura precisam, primeiro, de conhecer a minha paixão. Quero mostrar que a minha paixão é muito mais do que o simples acto de matar... Que a minha paixão é uma forma de estar na vida!

EXPOCAÇA 2016

Nos dias 6, 7 e 8 de Maio, Santarém abriu portas para receber a "melhor feira de caça do País", a Expocaça. Uma feira que viu passar muitos caçadores, muitas pessoas ligadas à Caça e Natureza mas, também, pessoas "comuns", que nada tinham a ver com este setor.

Quando escrevi "a melhor feira de caça do País" entre aspas, fi-lo porque sei que há quem não concorde com esta afirmação. E tenho de referir este ponto. E aqui, sem dó nem piedade. 

Nós, povo português, temos a inegável particularidade de nos expressarmos por tudo e por nada... Creio que não é negativo, contudo, temos de saber o que dizer e quando dizer. Ora, claro está, que estamos numa Sociedade Livre e Democrática, em que "fazemos e dizemos o que queremos". E, para uns, certamente, que esta é a verdade e a sua forma de estarem na vida; mas, para outros, não é... E eu tenho de me incluir neste grupo! Não posso (porque não quero e porque talvez faça parte da educação que tive) dizer o que quero/ quando quero. Serei politicamente correta? Será um defeito meu? Talvez sim, talvez não...

Diria antes que se chama "lado positivo". Na vida, tento sempre ver o lado positivo de tudo e toda a gente. Sou assim e sempre serei (espero eu). Todas as coisas têm um lado bom ou um lado que nos pode levar a uma maior maturidade. Se, numa escala de 1 a 100, existir apenas 1 aspeto positivo e 99 negativos; dobrar-me-ei sobre esse mesmo aspeto positivo. E porquê? Porque os 99 pontos negativos serão constatados e comentados por toda a gente.

E, portanto, quero com tudo isto dizer que os comentários negativos prevalecem sempre. Infelizmente! E, como em todas as vertentes, a Caça não é exceção! E a Expocaça muito menos o seria...

 

Não venho defender nada, nem ninguém... Até porque não o tenho de fazer! Mas custa-me saber que centenas de pessoas trabalharam naquela que é intitulada a maior feira de caça do país! Centenas de pessoas perderam horas de vida, de tempo em família, de tempo de descanso, para prepararem tudo ao mais alto nível. Centenas de pessoas trabalharam para nós! E qual é o agradecimento que têm? Comentários negativos!

 

Muita coisa poderia estar mal, é um facto. Muita coisa poderia ser melhorada, é outro facto. Mas... E o que esteve bem? E o que foi bem organizado? E o que prevaleceu de positivo? Não nos vamos esquecer disso! Não nos podemos sequer esquecer que, pelo menos, houve alguém que trabalhou; ao invés de nós, que o único trabalho que tivemos, foi a escrever ou a falar de forma depreciativa.

 

Já viram como é bom termos uma Feira desta dimensão (tendo menos um pavilhão ou não, a questão não é essa) em Portugal? Já virão o quão positivo é termos todas as marcas de armas a fazerem-se representar na feira? Já viram a oportunidade que é, haver uma feira, que tem cães de parar, podengos, cães de matilhas, para mostrar às pessoas? Já virão como é bom termos um local onde encontramos amigos que, quiçá, não víamos há muito tempo? E com eles falar horas e horas sobre aquilo que mais gostamos, a caça?

No fundo, já viram como é bom ainda termos a Expocaça? Ainda haver quem se preocupe com a organização de uma feira de Caça? 

Bem sei que em todos, ou quase todos os Municípios se têm realizado feiras de caça, o que é de louvar! É importantíssimo que assim seja e que assim continue. Mas não podemos atacar a Expocaça, de forma excessiva! Porque todas estas feiras já têm o ataque dos "não caça". Se nós Caçadores também o fizermos, onde poderemos chegar? Ao fim da Expocaça? Talvez... Mas também quem se importa? "A feira é tão má, com tão poucas condições e com um preço tão elevado"...

 

O que é certo é que a Expocaça 2016 representou, no meu ponto de vista, um fim de semana divertido, com os jogos de tiro que existiam ou com as demonstrações com os cães, falcoaria, tiro com arco e besta; um fim de semana cheio de sorrisos e gargalhadas; um fim de semana com muitas aprendizagens feitas, com os vários colóquios organizados, nomeadamente, com o Ministro; um fim de semana de companheirismo, de amizades partilhadas; um fim de semana de aquisição de novos produtos para a caça (para quem o quis fazer); um fim de semana proveitoso, para quem ganha a vida a fazer aquilo; um fim de semana cansativo, para quem tem o seu expositor; um fim de semana cultural... No fundo, um fim de semana magnífico, com as suas particularidades, mas que fazem parte de todos os nossos fins de semana...

 

Quero agradecer a todas as pessoas que trabalharam horas para que isto fosse possível... Agradecer a todas as pessoas que continuam nesta luta de elevar o nome da Caça e dos Caçadores! Obrigada a todos os expositores, a todos os trabalhadores, a todas as pessoas que levaram os seus cães. Obrigada a todos aqueles que foram à Expocaça e que não deixam o nome Caça morrer! Obrigada ainda pelo convite que me foi feito, para conferenciar nesta Feira fantástica! Espero que todos tenham gostado...

 

"É certo que iremos encontrar situações tempestuosas novamente, mas temos de ver sempre o lado bom da chuva que cai, e não o lado do raio que destrói..." (Charles Chaplin)

ML.

foto_top_home_2016a.jpg13178002_1722740511273254_7471546938051728396_n.jp

 

 

 

 

 

13102666_1722740567939915_1616796321746763226_n.jp

 

13199226_10154249293614455_1812802040_o.jpg13161101_10154249292889455_1598064733_o.jpg13161482_10154249293134455_118969267_o.jpg