Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Diário de uma Caçadora

Para entenderem a minha loucura precisam, primeiro, de conhecer a minha paixão. Quero mostrar que a minha paixão é muito mais do que o simples acto de matar... Que a minha paixão é uma forma de estar na vida!

Diário de uma Caçadora

Para entenderem a minha loucura precisam, primeiro, de conhecer a minha paixão. Quero mostrar que a minha paixão é muito mais do que o simples acto de matar... Que a minha paixão é uma forma de estar na vida!

Fim de semana de Provas de Santo Huberto

Mais um fim de semana que ficou marcado pela amizade, companheirismo, pela natureza, espirito desportivo e, sobretudo, pela caça e caçadores. Foi um fim de semana de Provas de Santo Huberto e deixo-vos aqui os resultados das mesmas. Para quem não sabe, as Provas de Santo Huberto são provas para caçadores com cão de parar, tendo como objetivos primordiais: promover o espírito desportivo do caçador; formá-lo na correta prática do ato cinegético, tendo em consideração os aspetos técnicos, legais e cívicos, a função e utilização do cão de parar, num quadro de respeito pela Natureza e pela Ecologia. 

 

Sábado - VII Troféu Blogue Santo Huberto

 

O Troféu Blogue Santo Huberto é uma prova que começou por iniciativa de um grupo de amigos que pretendiam prestigiar o Blogue do Rui Bonito. A primeira prova foi realizada em 2011 e, na altura, o Rui Bonito escrevia no seu blog "Para além do espírito do evento, gostaria acima de tudo que fosse um ponto de encontro de todos os "santohubertistas" do país e que servisse para mostrar que nesta modalidade não existem fronteiras, regiões ou facções".

 

Sendo esta já a VII edição desta Prova, creio que aquilo que tu querias com estas provas foi conseguido, Rui e isso viu-se este Sábado com a quantidade de pessoas que estavam presentes, oriundas de Norte a Sul do País.

Nesta edição, foi a Associação de Caçadores do Cadaval, que ajudou em toda a dinâmica e organização da prova, pequeno almoço e almoço.

Este ano, a prova teve a peculiaridade de ter três novos concorrentes, que foram os "heróis" deste dia. Com um espírito pró ativo e empreendedor, o Rui queria levar o Santo Huberto mais além, a mais pessoas e isso foi conseguido este dia. Três concorrentes "apenas", mas creio que já foi uma grande vitória e "devagar se vai ao longe". Parabéns ao Rui pela iniciativa e por tudo aquilo que tem feito pelo Santo Huberto; e parabéns também a estes três "heróis" que agora fazem parte da nossa Família.

 

Em relação ao decorrer deste grande dia, em que sorrisos e boa disposição estavam estampados na cara de todos os presentes; tudo correu conforme previsto. Com um pequeno almoço fantástico, uma grande organização que encaminhou todos os concorrentes, juízes e postores de forma ordenada e rigorosa; tudo previa um grande dia. Mal chegamos aos terrenos, fiquei fascinada com a beleza de toda aquela paisagem, que tinha em destaque a Serra de Montejunto.

 

Como caçadora que sou e grande amante da natureza, não poderia deixar de reparar nos vestígios dos javalis que estavam bem presentes; assim como num comedouro que a Associação de Caçadores fez no campo, para as perdizes e outros animais terem sempre alimento disponível. Este é um trabalho feito durante todo o ano, haja ou não caça.

 

17393102_10155237517704455_2047008799_n.jpg

Houve 4 séries, com 27 concorrentes; 6 juízes (Manuel Brás; José Pedro Leitão; Joaquim Rosa; Paulo Filipe; Samuel Lourenço; Mafalda Leitão) e 4 postores (Hilário; Freddy; Joel; Renato). A ordem de entrada de cada concorrente foi sorteada no terreno.

Julguei esta série com o Paulo Filipe e tivemos 7 concorrentes. Quero desde já agradecer-lhe esta manhã fantástica; assim como ao nosso divertido postor Hilário e ao meu querido Zé, que me acompanha em tudo.

17391938_10155237514704455_1002327087_n.jpg

 

Como disse, os terrenos eram muito bons e muito bonitos. O vento ajudou os concorrentes durante as provas; contudo o calor que se fez sentir, principalmente, nas últimas prestações, não ajudava muito. Um calor típico dos meses quentes de Verão, mas que chegou um pouco mais cedo. A terra estava seca e a pedir água, muita água...

 

Passaram os primeiros de cada série à barrage, julgada por todos os juízes presentes; tendo a classificação ficado assim ordenada:

 

1) Fernando Henriques, com EBM

 

2) Pedro Nogueira, com BAM

 

3) Rui Bonito, com PF

 

4) André Costa, com BAF

 

 

Depois de feita a barrage, fomos para o almoço que, como é hábito, foi fantástico e muito bem servido. O ambiente era de muita amizade e boa disposição, tal como citei anteriormente.

 

 

Houve ainda um troféu para o Melhor Iniciado, em que o vencedor foi o Luís Arede, com P. Muitos parabéns e que este seja o primeiro de muitos!

IMG_9411-R.jpg

 

Um miminho para os juízes... E outro para o Rui Bonito, da Associação de Caçadores do Cadaval. Obrigada Rui! Continua sempre no Santo Huberto e com essa energia contagiante :) Como te disse, parabéns pela pessoa que és!

Obrigada a todos, mais uma vez, concorrentes, acompanhantes, juízes, postores, cozinheiros, quem nos serviu, ao Guarda, à Associação de Caçadores e a todos os que ali estiveram! Obrigada!

 

 

Domingo: Prova do Campeonato Regional da Oestecaça - Primeira Contagem

 

Neste dia, também nas mesmas instalações e com a mesma organização do dia anterior, foi realizada a primeira prova do Campeonato Regional da Oestecaça. Há três provas de apuramento e os concorrentes terão de participar nestas três provas. Este apuramento serve para a participação no Campeonato Nacional da CNCP, que se realizará em Setembro, no Cadaval; onde passarão os três melhores das três provas.

 

Apesar da boa disposição, este dia já foi marcado por um nervosismo patente em muitos concorrentes, devido à importância que a prova de hoje representava para muitos. Os nervos, a ansiedade e a tensão nem sempre são os nossos melhores amigos, mas bem sei que são muito difíceis de controlar.

 

Estavam presentes 22 participantes, sendo que 14 disputam o Campeonato Regional e os outros 8 participariam numa série extra. Foram então formadas três séries, cada uma com dois juízes. Foram juízes os mesmos que no dia anterior e os postores deste dia foram o Hilário, o Joel e o Zé. Obrigada a eles e parabéns pelo vosso trabalho, que bem sei que é tão pouco valorizado...

 

O sorteio da ordem de entrada fez-se novamente no terreno. Fiquei no mesmo campo que no dia anterior e julguei a série com o Joaquim Rosa, e o nosso postor foi o Zé. O tempo estava bem melhor, fresco e o vento mais constante e regular; o que previa menos dificuldade para as exibições.

Foi uma boa manhã, como são todas aquelas em que julgo Santo Huberto. As nossas emoções influenciam muitíssimo o nosso comportamento e acredito que quem está mais sobre pressão e tensão tenha mais dificuldades em fazer a prova. Apesar da vertente competitiva, que o Santo Huberto tem, deve acima de tudo previligiar-se a vertente "divertida". Que isto seja algo que nos divirta, que nos faça esquecer dos problemas e que nos faça ser felizes; e não o contrário.

 

Passaram os dois melhores de cada série à barrage, para disputarem até ao 6º lugar. Os três primeiros lugares foram julgados pelo Manuel Brás, José Pedro Leitão e Mafalda Leitão; e os segundos lugares foram julgados pelo Joaquim Rosa, Paulo Filipe e Samuel Lourenço. E ficou assim ordenado:

 

1) Sérgio Fernandes, com BAM

 

2) Luís Delgado, com BAM

Foto de Mapril Simões.

 

3) João Gil, com BAM

Foto de Mapril Simões.

 

4) António Matias, com BAM

Foto de Mapril Simões.

 

5) Fernando Henriques, com BAM

6) Paulo Vale, com EBF

 

Houve também um prémio para o Melhor cão, o Jack da Defesa de S. Pedro, BAM, do Luís Delgado.

 

Foto de Comissão Santo Huberto CNCP.

 

Os agradecimentos fi-los anteriormente, mas mais uma vez a todos os presentes um muito, muito obrigada...

 

Deixem-me só contar-vos uma última coisa. No local onde foi o pequeno almoço e o almoço, estava a decorrer uma Feira do Livro para ajudar as crianças. Pensava eu que aquilo não suscitasse qualquer interesse àquela gente ali presente; mas mais uma vez os caçadores revelaram o seu sentido humanitário e o bom coração que têm. Deixo-vos então uma imagem de várias pessoas presentes na prova, que decidiram ajudar uma criança. Obrigada :)

2017-03-19 15.58.22.jpg

2017-03-19 16.00.36.jpg

 

 

 

Obrigada à Família Santo Huberto por nos proporcionar estes fins de semana tão bons, tão cheios de amizade, boa disposição e diversão. Ontem celebrou-se o Dia Internacional da Felicidade e escrevi sobre isso, lembrando-me sempre daquilo que faço na minha vida... Para vos dizer que são estes momentos que me ajudam realmente a ser feliz. Obrigada!

ML.

2 comentários

Comentar post