Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Diário de uma Caçadora

Para entenderem a minha loucura precisam, primeiro, de conhecer a minha paixão. Quero mostrar que a minha paixão é muito mais do que o simples acto de matar... Que a minha paixão é uma forma de estar na vida!

Diário de uma Caçadora

Para entenderem a minha loucura precisam, primeiro, de conhecer a minha paixão. Quero mostrar que a minha paixão é muito mais do que o simples acto de matar... Que a minha paixão é uma forma de estar na vida!

Foi criado um grupo de trabalho para responder aos problemas do coelho bravo

A notícia foi publicada hoje, pela ANPC, na pessoa do Sr. João Carvalho, e diz o seguinte:

 

"

Foi ontem publicado o Despacho n.º 4757/2017 do Ministro da Agricultura Florestas e Desenvolvimento Rural, que cria um grupo de trabalho (GT) com o objetivo de desenvolver uma estratégia e medidas de controlo da Doença Hemorrágica Viral dos Coelhos (DHV).

Este GT, coordenado pelo INIAV, é constituído por várias entidades ligadas à Administração (ICNF e DGAV), à investigação (CIBIO e iBET), Ordem dos Médicos Veterinários e as três OSC de 1.º Nível (ANPC, FENCAÇA e CNCP).
O GT tem por objetivos desenvolver e submeter a homologação do Ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, no prazo máximo de 3 meses a contar da data de publicação do presente despacho, uma proposta de plano de ação, constituído pelos seguintes eixos de intervenção:
a) Programa de investigação;
b) Boas práticas de gestão;
c) Medidas de controlo sanitário.
Este plano deve ainda especificar as diferentes dimensões de investigação, as atividades a desenvolver, os respetivos responsáveis e demais intervenientes relevantes, a definição de prioridades, assim como a identificação dos recursos humanos e materiais necessários à sua adequada implementação.

Este era um passo fundamental para responder aos problemas que afetam o coelho-bravo, dando seguimento a outros projetos como o SOS COELHO desenhado e desenvolvido em conjunto pela ANPC e CIBIO. Esperemos que este novo plano de ação seja mais produtivo do que o PRECOB – Programa de Recuperação do Coelho Bravo, criado em 2007, que acabou por não ter consequências práticas.

João Carvalho, ANPC Associação"

 

coelho_bravo.jpg