Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Diário de uma Caçadora

Para entenderem a minha loucura precisam, primeiro, de conhecer a minha paixão. Quero mostrar que a minha paixão é muito mais do que o simples acto de matar... Que a minha paixão é uma forma de estar na vida!

Diário de uma Caçadora

Para entenderem a minha loucura precisam, primeiro, de conhecer a minha paixão. Quero mostrar que a minha paixão é muito mais do que o simples acto de matar... Que a minha paixão é uma forma de estar na vida!

II Feira de Caça e do Mundo Rural do Cadaval

Uma aldeia pequena, no "meio de montes e vales"... Quiçá as expetativas para muitos fossem pequenas... Quiçá muitos pensassem que seria apenas mais uma feira... Mas não foi! Mais uma vez, a Associação de Caçadores do Cadaval e a Câmara Municipal do Cadaval presenteram-nos com uma Feira da Caça e do Mundo Rural muito bem organizadas, quer em termos de stands, quer em termos de provas/ demonstrações/ conferências.

 

Fui convidada, pela organização, para fazer a minha apresentação "A Caça como uma forma de estar na vida", no Sábado de manhã. A audiência foi fantástica, colocando questões e comentários muito pertinentes. Espero ter transmitindo a quem quis ouvir, um bocadinho daquilo que que tinha para dizer... Obrigada à organização e a todos os presentes!

 

No Domingo, realizou-se a segunda Prova de Santo Huberto da Oestecaça para apuramento do Campeonato Nacional da CNCP. Uma série com 10 concorrentes, julgada pelo José Pedro Leitão, João Paula Bessa e Samuel Lourenço.

Além desta série, formou-se uma série extra apuramento, que contou com 10 concorrentes. Esta série, julgada por mim e pelo meu querido Paulo Filipe, correu bastante bem, com todos os concorrentes a terem oportunidade. Aliás, o tempo estava excelente para a modalidade, com um vento que ajudou muito os cães na sua busca e consequentes paragens. As paisagens eram lindas, típicas da Serra de Montejunto (local onde foi realizada a prova).  

Na barrage (a barrage é a final das duas séries, ou seja, o primeiro e segundo concorrentes que ganharam cada série vão disputar o 1º, 2º, 3º e 4º lugar do Troféu da Feira da Caça). Os resultados ficaram assim organizados:

1) Nuno Godinho, com Sevilha, Braco Alemão Fêmea;

2) João Pereira, com Fusca, Braco Alemão Fêmea;

3) Luís Delgado, com Kimi, Braco Alemão Fêmea;

4) Sérgio Fernandes, com Lucas, Braco Alemão Macho.

 

Uma final só com braco alemão... Nas Provas de Santo Huberto, o cão mais utilizado ou que mais costumamos ver é, de facto, o Braco Alemão. Porquê? Escreverei sobre isso no próximo post, sobre a raça Braco Alemão e a sua utilização em Portugal.

 

Seguidamente, fomos contemplados com um almoço fantástico (de referir que o Cadaval tem, entre outras, a particularidade de nos oferecer refeições ao mais alto nível). E seguiu-se a Prova de Morfologia. Apresentei vários cães, nos grupos Podengo Português e Cães de Parar. Fiquei em terceiro lugar com a minha Podenga pequena, de pêlo cerdoso, Baga. 

 

Ficam as fotografias... Agradeço, mais uma vez, a todos os que fizeram parte deste fim de semana e a todos os que tornaram possível que esta Feira da Caça se tornasse já uma referência, a nível nacional, vindo pessoas de Norte a Sul!

Um grande fim de semana, graças a todos vocês :)

ML.

13062274_992939354127968_6614147592452242636_n.jpg

 

13078272_10154218454439455_1697461815_o.jpg13083273_1068845429845193_1857431146775476679_n.jp

 

13102796_992941030794467_8836687079037571814_n.jpg

 

13084319_10154218453784455_1730444209_n.jpg13059897_10154218453629455_21294023_n.jpg

 

 

13081667_10154218453519455_1573282784_n.jpg13055352_992944607460776_6002198922322713490_n.jpg

 

 

13090129_10154218453449455_1430131022_n (1).jpg13062478_992946087460628_1662713852572239314_n.jpg