Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Diário de uma Caçadora

Para entenderem a minha loucura precisam, primeiro, de conhecer a minha paixão. Quero mostrar que a minha paixão é muito mais do que o simples acto de matar... Que a minha paixão é uma forma de estar na vida!

Diário de uma Caçadora

Para entenderem a minha loucura precisam, primeiro, de conhecer a minha paixão. Quero mostrar que a minha paixão é muito mais do que o simples acto de matar... Que a minha paixão é uma forma de estar na vida!

Javalis matam três pessoas no Iraque

A notícia parece hilariante, tendo já sido alvo de brincadeiras, gozo e piadas. "Os javalis vão ser os futuros combatentes contra o Estado Islâmico" ou "Os javalis vão acabar com a guerra" ou "os javalis devem ser condecorados pela sua valentia"...

Mas acho que temos de pensar nesta realidade de forma séria e consciente... Os javalis são animais selvagens que atacam e que podem matar, é um facto, principalmente quando se sentem ameaçados. Já ocorreram alguns casos desses na Europa, mas que foram pouco divulgados. Para quem não sabe, o javali é uma praga em certas zonas de Portugal e já "atacam" as cidades, "atacam" os carros nas estradas e "atacam" culturas e sustentos de vida de muitas pessoas. 

Parece-me que a situação pode agravar, caso medidas de controlo de população não sejam tomadas; caso não existam caçadores, por exemplo. E espero que nunca tenhamos notícias deste género no nosso país.

Deixo-vos a notícia na íntegra:

 

"Três soldados do autoproclamado Estado Islâmico morreram, este domingo, depois de terem sido atacados por javalis selvagens, em Kirkuk, Iraque, avançou a Alsumaria News, estação de televisão privada do país.

O ataque, que deixou outros cinco radicais feridos, ocorreu quando os militantes do grupo extremista, escondidos entre canas de bambu, preparavam uma investida sobre a tribo local, que acusam de colaborar com as forças governamentais para expulsarem os extremistas.

Segundo a Iraqi News, agência de notícias do país, o autodenominado Estado Islâmico está na região desde 2014 a tentar impor um califado. Apesar de as autoridades locais terem instado o Governo iraquiano a envidar esforços no sentido de libertar as áreas ocupadas pelos jiadistas, a prioridade nos últimos meses tem sido recuperar Mossul, o maior bastião dos radicais no Iraque.

 

No entanto, de acordo com os média iraquianos, antes de efetuarem o ataque, os membros do EI foram surpreendidos por um grupo de javalis selvagens, que os atacaram mortalmente. As causas do ataque não são claras mas a Alsumaria News escreveu, citando fonte local, que os animais poderão ter sido primeiramente magoados pelos radicais, por terem atacado as terras agrícolas".

 

(Notícia retirada do Jornal de Notícias, 26 Abril 2017)