Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Diário de uma Caçadora

Para entenderem a minha loucura precisam, primeiro, de conhecer a minha paixão. Quero mostrar que a minha paixão é muito mais do que o simples acto de matar... Que a minha paixão é uma forma de estar na vida!

Diário de uma Caçadora

Para entenderem a minha loucura precisam, primeiro, de conhecer a minha paixão. Quero mostrar que a minha paixão é muito mais do que o simples acto de matar... Que a minha paixão é uma forma de estar na vida!

O Medo

No dia 22 de Março de 2016, Bruxelas foi alvo de atentados terroristas. Morreram 34 pessoas. Mais de 140 pessoas estão feridas. O mundo está louco! As pessoas mais loucas estão. 

Começamos a ter medo. Um medo intenso. Um medo que nos poderá começará a dominar a nós, cidadãos do mundo. 

 

Paralelamente a este medo, nós cidadãos do mundo, mas numa classe muito menos representativa (caçadores) vivemos com um medo redobrado. Medo este, pelo Mundo em que estamos inseridos. Medo este, pelas consequentes notícias arrebatadoras sobre a caça.

No dia 16 de Março de 2016 os caçadores foram alvo de notícias com novas taxas para a utilização do chumbo. E o medo começa a tornar-se bem poderoso: será o início do fim?

 

Uns não estão para se chatear e acabam com aquilo que os faz feliz, caçar. Outros não têm posses monetárias para o fazer, portanto acabam também por desistir. Outros têm medo. Medo das represálias que a Sociedade Democrática e Liberal nos impinge, constantemente. Um paradoxo, não?

 

O medo não nos pode comendar. Mas sim os sonhos. Como dizia António Gedeão... "O sonho comanda a vida". E temos de acreditar nos nossos sonhos e comandar a nossa vida por eles e com eles. Deixemos o medo de lado. Tornemos os nossos sonhos reais.

Para isso, é preciso unir-nos. Mostrar à Sociedade Democrática e Liberal que não estamos a fazer nada de errado. Que hoje somos quem somos, porque um dia alguém se lembrou que caçar faria a espécie humana evoluir. Que caçar sempre foi feito, por todas as espécieis. Devemos também mostrar a esta Sociedade que aceitamos quem não se identifique com as nossas ideias, mas que nos respeite. Nós também os respeitamos. É na base do respeito que os sonhos podem emergir.

 

Aos Senhores Governantes e aos Senhores que instauram Leis, pensem em nós. Pensem que nós, caçadores, também somos importantes para o País. Principamente, para a Economia do País. Para vocês e, sobretudo, para o Povo. Para quê estarem a cobrar-nos taxas e mais taxas?... Para quê estarem a submeter pessoas com poucas posses a que tenham de desistir dos seus sonhos e da sua felicidade?...  

Não acabem connosco. Lutem por nós. E sabem porquê? Porque conseguimos mexer na nossa Economia (feliz ou infelizmente tão importante para vocês Governantes). Senão reparem:

 

- Carta de Caçador e Licença de Uso e Porte de Arma;

- Licenças e mais licenças... Taxas e mais taxas...;

- Lojas de Armas e Munições: Espingardarias e Armeiros (Compra de Espingardas e/ou Carabinas; compra de Balas e Cartuchos; Arranjo de Armas; Material para a Caça);

- Lojas ou secções de material de caça (por exemplo, Decathlon);

- Cães (criadores de cães);

- Veterinários;

- Comprimidos ou Produtos para cães nas Farmácias;

- Licenças para Cães;

- Lojas de Rações para Animais;

- Talhos com carne para os cães;

- Criadores de Animais (exemplo: perdizes/ codornizes);

- Licenças de Caça;

- Combustível e portagens;

- Manutenção dos carros e reboques;

- Pagamento das taxas das zonas de caça;

- Cafés e/ou Restaurantes que sobrevivem com os caçadores (almoços, lanches, pequenos almoços);

- Hotéis que sobrevivem com os caçadores;

- Lojinhas e artesanato rural que sobrevivem com os caçadores;

- Carne de caça;

- Investigações;

- Gerir uma zona de caça tem custos... Muitos custos... Muitos ganham...;

- Gerir Associações de Caça e pagamento de ordenados (por exemplo, guardas);

- Taxidermistas;

 

Não será suficiente, Senhores Governantes?

Não será que nós, caçadores, pagamos muito e, simultaneamente, recebemos tão pouco de vocês?

Arranjamos emprego (sim, nós também nos preocupamos com essa questão). Gerimos. Não deixamos zonas do País ficarem ainda mais esquecidas. Não deixamos que muitas pessoas fiquem sem o seu ganha pão. Não deixamos que comerciantes fechem os seus estabelecimentos. Preocupamo-nos com as espécies. Desenvolvemos todo um trabalho para que não acabem. Damos dinheiro ao Estado. Muito dinheiro. E o que temos em troca? Insultos, provocações, desrespeito.

 

Não merecíamos um bocadinho mais de respeito e consideração? Não merecíamos, também nós, sermos livres? De viver sem Medo, neste sector? 

O Medo já é tanto neste Mundo fora... Deixem-nos ser Felizes... Seguirmos sonhos! Mas sem Medo, por favor. Estejam connosco, com o vosso Povo, com as vossas Pessoas. Porque nós Caçadores somos isso. Somente isso: Pessoas que lutam pelos seus sonhos e que só querem ser felizes, com o pouco que têm ou que ainda tentam ter.

Que sejamos todos felizes até podermos... Até os terroristas ou os Governantes nos deixarem...

o-que-e-medo.jpg