Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Diário de uma Caçadora

Para entenderem a minha loucura precisam, primeiro, de conhecer a minha paixão. Quero mostrar que a minha paixão é muito mais do que o simples acto de matar... Que a minha paixão é uma forma de estar na vida!

Diário de uma Caçadora

Para entenderem a minha loucura precisam, primeiro, de conhecer a minha paixão. Quero mostrar que a minha paixão é muito mais do que o simples acto de matar... Que a minha paixão é uma forma de estar na vida!

Os Caçadores de Elite... E os outros...

Todos nós somos diferentes, é um facto. Todos nós temos estilos de vida diferentes e todos nós temos o nosso próprio caminho definido e caraterizado pelas nossa educação e valores, pelas nossas experiências e acontecimentos de vida e também pela nossa própria personalidade. Esse caminho dita, sem dúvida, aquilo que somos e o que fazemos neste mundo real. 

Nem todos nascemos em berço de ouro; nem todos nascemos com uma "educação de ouro". Onde quero chegar com isto? Às diferenças sociais e económicas patentes na nossa sociedade.

Mais concretamente, às diferenças sociais e económicas entre os caçadores. É uma verdade já constantada por todos, mas terei de escrever sobre a mesma. Principalmente porque poucos são aqueles que se expressam, pelo menos da maneira que queriam.

E então escreverei a todos aqueles que me quiserem ouvir. Direi a todos esses que me quiserem ouvir que nem todos os caçadores são iguais e que nem todos os caçadores têm posses económicas para serem caçadores.

 

Hoje em dia, como bem sabemos, ser caçador é um luxo. E ter caçadas em determinados sítios, sob determinadas espécies, luxo maior o é. Mas para isso é necessário ter-se algumas poupanças, ou um ordenado mais recheado ou ainda alguns conhecimentos... Ou jogos de interesse. Este é o mundo da caça, infelizmente (ou não, quiçá...).

Muitos se pavoneam...

" O animal que cacei" (mas que não posso ajudar a esfolar, para não sujar as minhas calças caríssimas);

"O troféu que consegui" (mas que foi obtido num cercon, em que o objetivo é puramente matar);

"A montaria trés chique a que fui" (mas em que não ajudamos a carregar os javalis, isso é trabalho dos matilheiros);

"O jipe topo de gama que adquiri" (mas que não pode carregar raposas, para não se encher de pulgas);

"As perdizes e faisões que "cacei" numa largada" (mas que paguei muitos e muitos euros para ir).

 

(...)

 

A história continua! E são estes senhores e estes jogos de interesses que prevalecem, em grande escala, no nosso mundo da caça. Todos os dias me deparo com alguns exemplos e fico triste. Porque a caça é um modo de estar na vida, mas que devemos levar com a maior humildade possível! Porque a caça deveria ser para todos... 

E depois sei que há caçadores, que vivem para a caça, e que vão fins de semana consecutivos caçar, para a sua ZCM, e se virem uma peça de caça num mês talvez seja muito... E quem os defende a eles? Quem defende os direitos destes homens que pouco têm? 

Os políticos? Os nossos representantes no mundo da caça? Não creio... Há casos concretos de pessoas que deixaram de ser caçadores porque a licença era cara demais... Porque os custos associados ao porte de arma eram caros demais... Muitos entregaram as armas na Polícia e deixaram de caçar... Quiçá deixaram de ser felizes! Estas mesmas pessoas não merecem caçar? Devem cingir-se aos interesses políticos e monetários da Sociedade? Infelizmente têm de o fazer...

 

Porque a Caça começa "de baixo". Começa no caçador antigo, vindo de um meio rural, que muitas vezes não sabia ler nem escrever. É certo que evoluimos bastante (e em muitas situações para melhor); mas... Há pormenores que não podem ser esquecidos. Antes todos eram livres! Mas uma grande percentagem defende que deveria ser tudo coutado. E aí a caça é dos donos da terra. Com a crise económica instalada, muita coisa decaiu no nosso País. A caça foi uma delas; assim como os caçadores.

Mas talvez houvesse esperança para todos sermos iguais, se todos os políticos também o fossem e se no mundo da caça as coisas também o fossem! Um assunto deveras complexo, conduzido quase sempre por políticos que nunca perceberam nada de caça e que jogam com a mesma para o orçamento de estado.

 

E enquanto as vaidades existirem, enquanto a humildade entre caçadores não prevalecer... Os "mais fracos" são esquecidos, porque infelizmente o dinheiro ainda paga muita coisa! E por tudo isto a Caça vai perdendo... Todos os dias... E perdeu caçadores puros! Caçadores que têm a caça a correr-lhes nas veias! Caçadores que vêm do mundo rural, tal como referi anteriormente, que têm como vida o campo e os animais mas que se cansam de lutar! Arrumam o estojo; porque nunca serão caçadores de laboratório, caçadores com posses monetárias ou caçadores de facebook e portanto desistem, porque já não conseguem lutar mais contra tanta burocracia e exigências monetárias. Porque ninguém ainda lhes disse com garra e confiança "Não desistas!"

ML.

mundo-rural.jpg

 

hgh.jpg

 

afc-museu-mon-rural02.jpg

DSC05301.jpg

 

 

Noviembre.jpg

 

 

3 comentários

Comentar post