Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Diário de uma Caçadora

Para entenderem a minha loucura precisam, primeiro, de conhecer a minha paixão. Quero mostrar que a minha paixão é muito mais do que o simples acto de matar... Que a minha paixão é uma forma de estar na vida!

Diário de uma Caçadora

Para entenderem a minha loucura precisam, primeiro, de conhecer a minha paixão. Quero mostrar que a minha paixão é muito mais do que o simples acto de matar... Que a minha paixão é uma forma de estar na vida!

Prova de Stº Huberto de Beneficência à APACA

Dizem que por trás de um grande homem está sempre uma grande mulher... E eu digo, com toda a certeza, que por trás de uma grande prova estiveram grandes homens e grandes mulheres!

 

Todos nós conhecemos a realidade do nosso país; realidade essa caracterizada pelo abandono, pelo sofrimento, pela dor e por muitas necessidades... E muitas Associações emergem com o intuito de resolver (ou pelo menos atenuar) essas mesmas necessidades e dificuldades... Nós, que andamos na nossa vida rotineira e que não lidamos com este tipo de causas, deixamos passar... Ajudamos quando necessário, chocamo-nos quando ouvimos as histórias mas... Também não podemos fazer muito mais! Ou podemos... E, neste caso, fizemos!

 

Há uns tempos surgiu-me a ideia de ajudarmos uma Associação de animais abandonados. Porquê animais? Porque eu, tal como muitos caçadores, nos preocupamos efetivamente com o bem estar animal. E conhecemos a realidade do abandono de cães, por parte dos matadores (e não dos caçadores). E então porque não um grupo de caçadores ajudar animais abandonados?

As coisas começaram a ser organizadas. O meu pai e o Zé Pedro foram os meus pilares nisto tudo... Sem eles, certamente que hoje não estaria aqui a escrever-vos e a contar-vos o que se passou! Posteriormente, também o João Pereira, o Rui Bonito e o João Gil foram peças fundamentais da organização. E agradeço-lhes do fundo do meu coração. As coisas foram para a frente... A organização e a logística começaram a ser realizadas... Falei com várias associações de animais abandonados e todas recusaram a ajuda dos caçadores, por mais que precisassem... Até que houve uma que aceitou. Com receio dos comentários que iriam receber (já se estavam a precaver) aceitaram; pois acham essencial a abertura entre estas associações e os caçadores. Continuamos com o trabalho, entre reuniões, entre convites aos participantes, entre procura de ajuda de entidades, etc., etc.

Até que, um dia, alguém decidiu destruir este "sonho". O cartaz da prova foi divulgado, chegou a muita gente e as ameaças, comentários negativos e ofensas fizeram-se ouvir, desde logo, contra a associação... Toleraram-se os primeiros dias, mas começamo-nos a cansar posteriormente... Até que chegou um dia em que tive uma conversa com a presidente da Associação e, por mutua decisão, decidimos cancelar a prova. Nós nunca quisemos prejudicar ninguém, muito pelo contrário... E profundamente tristes, tanto nós como a associação, limitamo-nos a seguir viagens distintas, como até aí tinha sido feito, como até aí a Sociedade fundamentalista nos impõe...

 

E cancelou-se a prova... Foi um dia difícil, caraterizado por uma tristeza profunda... Tristeza por tudo aquilo que já estava feito e ia por"água abaixo"... Tristeza por ter de dizer a pessoas que vinham de vários pontos do país que isto já não iria acontecer (e que elas teriam de desmarcar os hotéis e tudo aquilo que já tinham previsto para a sua vida); mas, acima de tudo, tristeza por sabermos que não iríamos conseguir ajudar aqueles que mais necessitavam: os cães e os gatos da associação.

Digo constantemente, sem medo ou vergonha, que sou Caçadora! Infelizmente, assumi-lo, tem-me trazido algumas consequências (algumas bem graves), a nível pessoal. Mas são essas consequências que me dão mais força e vontade para lutar. E enchi-me de força, com a ajuda de todos, e depois de telefonemas constantes para que a Prova se realizasse, para dizer: Sim, vamos continuar! Porque realmente o que não nos mata tornan-nos mais fortes... E a União faz a Força - e foi o que aconteceu!

 

Rapidamente procurei outra Associação... Entre outras coisas, preocupa-me a questão das crianças abandonadas, que têm dificuldades e acho fundamental conscienciaizarmo-nos para isso! O que será o futuro destas crianças? O que dará felicidade e sorrisos a estes meninos? Depois de rapidamente encontrar uma Associação - APACA (Associação Portuguesa de Apoio a Crianças Abandonadas) e entrar em contacto com eles, as coisas foram para a frente e foi necessário, novamente, avisar todos os intervenientes do que se estava a passar!

 

A semana que antecedeu a prova foi deveras stressante... Muito trabalho, pormenores de última hora, lembretes disto ou daquilo... Mais uma vez aqui tenho de agradecer a colaboração de todos, especialmente, ao meu pai e ao Zé, ao João Pereira e Rui Bonito, ao Rui Alves Monteiro e ao grande incentivo do Manuel Brás e do meu tio Jorge.

prova st hubertocrianças.jpg

 

E eis que surge o dia...

Vieram pessoas de Norte a Sul do país! Pessoas que gastaram combustível, dinheiro em hotéis e alimentação, o dinheiro da prova, perderam tempo com as suas famílias... Apenas para ajudarem! Para mostrarem o grande coração que têm!

De manhã bem cedo, começamos com as inscrições - 48 inscrições! Fizemos 6 séries (sendo que uma série foi com 8 concorrentes que estavam a participar pela primeira vez). As séries foram julgados por: José P. Leitão, Paulo Filipe, Manuel Brás, Samuel Lourenço, Vítor Serrano, Sandra Esteves e Joaquim P. Rosa.

2016-06-23 20.44.45.jpg

35db7974-5317-41e3-ab8c-b5739e1b6844.jpg73eaa073-0652-4d5b-bd41-efdb873d2d29.jpg

 Tive uma receção fantástica com o Manuel Brás a oferecer-me um ramo de gereberas rosas e brancas lindíssimo! (Mais um grande brigada) Depois de feitas as inscrições, de vendidas muitas rifas (obrigada Sandra, Rita e Rui Bonito), tiramos uma foto de grupo para mostrarmos a todas a nossa união:

13508837_1230678243632603_3138930499002928506_n.jp

 

 Durante a manhã decorreram as provas, em campos típicos da região do Oeste; onde houve um cuidado de cortar a vegetação (nas zonas de maior dimensão), para que prejudicassemos o menos possível as prestações das provas. O tempo esteve fresco, com vento constante. Houve uma grande organização durante a prova (e o meu agradecimento), o que permitiu que esta fluisse rapidamente e acabasse antes da hora de maior calor. Conforme tinha sido acordado, não haveria barrage, sendo a classificação final definida pela pontuação alcançada pelos primeiros de cada série.

Infelizmente, não tive oportunidade de ver nenhuma prestação no campo, pois passei a manhã toda a tratar da logística do espaço e a organizar tudo, juntamente com a minha mãe, a Sandra, a Catarina, a Rita e a Maria, às quais agradeço do fundo do coração toda a ajuda! E tudo ficou preparado para receber os concorrentes, juízes, postores, a APACA e todos os demais que se juntaram a nós... Com um toque feminino, é verdade, o espaço ficou assim - com muitos balões, muitos desenhos de meninos e muitas imagens de cães e de prestações em provas de santo huberto:

521122d2-e848-47c6-819a-3880102ca43c.jpg

 

 

a52e65e5-4ef5-4012-847f-e87f9f560cc9.jpg

 

884dc8de-1bf4-4947-9899-9707ead1aef1.jpg

 

 

 O almoço foi fantástico, um porco assado oferecido pelo Carlos Guilherme. Eu ofereci também javali, mas não foi necessário e foi oferecido à Santa Casa da Mesericórdia. Porco, salsichas, batatas fritas, pão, e muita animação fizeram parte deste nosso almoço... Um almoço muito informal e divertido! Posteriormente, foi tempo de fruta e sobremesas. Tinhamos muitos bolos, oferecidos pelo Rui Martins, fantásticos, quer em decoração, quer em sabor. Tudo estava deliciado, inclusive a Presidente da APACA e passamos para os resultados e agradecimentos.

de897b30-6944-4597-bb6b-0bc2a8bcd9b0.jpg

 

Estava feliz! Demasiadamente feliz! Penso que estavamos todos (demasiadamente) felizes! Agradeci, a muito custo, entre lágrimas e muita emoção, a todos os que ajudaram, mas como acho demasiado importante e demasiado emocionante tudo aquilo que fizeram, um por um, irei fazer um agradecimento a todos (mais abaixo), destacando cada um de vocês, dada o mérito que tiveram.

IMG_1962.jpg

 

Houve prémios para todos os concorrentes, para todos os juízes, para todos os postores, para as pessoas que ajudaram a grelhar a carne e para todos os acompanhantes. Portanto, toda a gente teve direito a levar um miminho (e aqui agradeço novamente ao Rui Monteiro, que me ajudou a proporcionar tudo isto, à Câmara Municipal de Torres Vedras e à Browning).

Passamos ao sorteio das rifas, em que as crianças nos ajudaram a tirar os vencedores. Tinhamos 20 prémios:

1º Prémio - Moldura com Fotografia Perdigueiro Português, oferecida por Rui Bonito

2º Prémio - Pedra em xisto com Perdigueiro Português, oferecida por Paulo Gonçalves

3º Prémio - Sessão fotográfica, oferecida por Rui Alves Monteiro

4º Prémio - Garrafão de azeite + garrafas de vinho, oferecidos por João Alfaiate

5º ao 20º Prémio - Cabazes surpresa, com ofertas de José Pedro Comenda, Rui Alves Monteiro e João Alfaiate

IMG_1953.jpg

DSC_0172.JPG

 

Fizemos um leilão, para angariar mais dinheiro, de umas botas de caça (oferecidas pela Loja Amster) e 2 sacas de ração (oferecidas pela Associação de Caçadores de S. Quintino e Sobral de Monte Agraço). Depois de muita diversão, o Luís Delgado deu um donativo muitíssimo generoso por ambos os produtos. Obrigada Luís!

DSC_0168.JPG

 

Passamos à divulgação dos resultados e prémios:

1º - Rui Bonito, BF (Oferta de troféu + saco com lembranças + oferta jornada às perdizes, por Tiago Ferreira + oferta de uma coleira por Horácio Manuel)
2º - André Costa, BA (Oferta de troféu + saco com lembranças + oferta jornada aos patos, por Vítor Palmilha + oferta de uma coleira por Horácio Manuel)
3º - Pedro Carvalho, BA (Oferta de troféu + saco com lembranças + oferta de uma espera, por João Pereira + oferta de uma coleira por Horácio Manuel)
4º - Fernando Henriques, BA (Oferta de troféu + saco com lembranças + oferta de uma coleira por Horácio Manuel)
5º - Paulo Vale, PP (Oferta de troféu + saco com lembranças + oferta de uma coleira por Horácio Manuel
6º - Marco Matias, EB
7º - Correia da Silva, PP
8º - Carlos Guilherme, EB

Todos os que ficaram em 2º lugar nas séries receberam (para além dos prémios oferecidos a todos os participantes) um saco grande de ração.

a0ea36b5-38eb-4500-adc5-3d52c351d5dc.png

13563669_1003375523113867_949389533_n.jpgDSC_0278.JPG

DSC_0272.JPGDSC_0271.JPG

DSC_0270.JPGDSC_0266.JPG

 

DSC_0262.JPGDSC_0242.JPG

Troféu Melhor Cão (oferecido por João Santos): André Costa Oliveira, BAF Jenny

DSC_0293.JPG

 

O Rui Bonito quis oferecer a pedra em xisto que tinha ganho nas rifas ao melhor perdigueiro português da prova e, quem ganhou, foi o Correia da Silva, com o PPF Hinja do Solar do Jamor.

 

DSC_0287.JPG

Feitas as contas a todos os donativos, conseguimos dar à Associação e a estes meninos que tanto precisam 1500 euros! Demos muitos doces, material, livros e dvds (oferecidos pela minha mãe). Mas, mais importante que isto, tenho a certeza que lhes conseguimos dar muitos SORRISOS!

cd19e202-2f82-415e-8792-84ff9b2bdb4b.jpg

 

DSC_0298.JPG

 

DSC_0304.JPG

IMG_2022.jpg

 

 

Agradecimentos:

- A todos os concorrentes, um por um: Alexandre Magalhães; André Costa Oliveira; Carlos Guilherme; Carlos Paiva; Carlos Silva; Correia da Silva; Daniel Pinto; David Faria; Fernando Henriques; Fernando Neves; Filipe Pereira; Flávio Fernandes; Horácio Manuel; João Assis; João Gil; João Gomes; João Pereira; João Simões; João Simões (Freitas); Jorge Lourenço; José Godinho; Luís Delgado; Marco Matias; Marcolino Pedro; Mário Matias; Nuno Ferreira; Paulo Fernandes; Paulo Vale; Pedro Figueiredo; Pedro Jorge; Rogério Pires; Rui Bonito; Rui Jorge; Rui Teixeira; Sérgio Sousa; Sílvio Pires; Valdemar Costa; Valter Ferreira.

- A todos os juízes: Joaquim Rosa; José P. Leitão; Manuel Brás; Paulo Filipe; Samuel Lourenço; Sandra Esteves; Vítor Serrano, pelo vosso trabalho e por terem ainda contribuido monetariamente;

- A todos os postores: Eduardo; Fredy; José P. Comenda; Zé Augusto;

- Ao guarda;

- À D. Helena, Presidente da APACA (Associação Portuguesa de apoio à criança abandonada);

- À Ângela, Presidente da APA (Associação proteção animais), por ter passado por tudo aquilo que passou;

- Às Adega Cooperativa do Cadaval e Adega Cooperativa de Dois Portos, pela oferta do vinho;

- À Ana Paula Ferreira, que não esteve presente na prova, mas contribuiu monetariamente;

- À Associação de Caçadores do Cadaval, por tudo aquilo que nos ajudou;

- À Associação de Caçadores de S. Quintino e Sobral de Monte Agraço, pela doação de sacas de ração para os prémios e ainda por estarem presentes tantos sócios;

- À Browning, pelas ofertas que doaram;

- À Câmara Municipal do Cadaval, pela ajuda e pelos troféus fantásticos;

- À Câmara Municipal de Torres Vedras, pela doação dos sacos e pastéis de feijão para todos;

- Ao Carlos Batista, que não esteve presente na prova, mas contribuiu monetariamente;

- Aos Carlos Guilherme, pela oferta do porco delicioso do seu Talho, que deixou todos satisfeitos;

- Ao Daniel Francisco, que não esteve presente na prova, mas contribuiu monetariamente;

- Ao Horácio Manuel, pelas lindas coleiras para os cães que ofereceu;

- Ao João Alfaiate, pela oferta dos vinhos, do garrafão de azeite e dos molhos (que distribuimos em muitos prémios);

- Ao João Santos, pela oferta do Troféu para o Melhor Cão;

- Ao José P. Comenda, pelos brindes que ofereceu para os cães (mantas, brinquedos, etc.);

- À Loja Amster, pela oferta das botas fantásticas;

- Ao Luís Barata, que não esteve presente na prova, mas contribuiu monetariamente;

- À minha mãe, pela oferta dos (muitos) livros e dvds para os meninos da Instituição;

- Ao Orlando, das Perdizes da Abelheira;

- À Padaria Ferreira e Silva Lda, pela pessoa do José Silva, pela oferta do pão para o almoço;

- Ao Patrício Bernardes, que não esteve presente na prova, mas contribuiu monetariamente;

- Ao Paulino Martins, que não esteve presente na prova, mas contribuiu monetariamente;

- Ao Paulo Gonçalves, pela oferta da pintura linda em xisto para as rifas;

- Ao Pedro Chocotintas, pela ajuda e pela oferta linda linda que me deu (e vai ser muito usado);

- Às Rações Zêzere, pela oferta das sacas de ração para os concorrentes;

- Ao Rui Alves, por todos os brindes (que nunca mais acabavam) que doou e, desta forma, deu para brindarmos todas as pessoas presentes;

- Ao Rui Bonito, pela oferta do quadro maravilhoso para as rifas;

- Ao Rui Jesus, que não esteve presente na prova, mas contribuiu monetariamente;

- Ao Rui Pinto e à Maria Bastos, que não estiveram presentes na prova, mas contribuiram monetariamente;

- Aos Senhores que estiveram a fazer o porco para todos almoçarmos;

- Ao Tiago Ferreira (Montarias com Tradição) pela oferta do prémio;

- Ao Tiago Forte, que não esteve presente na prova, mas contribuiu monetariamente;

- Ao Trigo da Aldeia, pela pessoa do Rui Martins, pela oferta dos imensos bolos ótimos que nos ofereceram;

- Ao Vítor Oliveira, por ter ido representar a CNCP e por ter ajudado monetariamente;

- Ao Vitor Palmilha, pela oferta do prémio;

- A todos os acompanhantes;

- A todas as crianças que estavam presentes;

- A todos aqueles que compraram rifas;

 

Um GRANDE OBRIGADA, A ESTA FAMÍLIA, DO FUNDO DO MEU CORAÇÃO ❤️  

ML.

2016-06-24 18.04.12.jpg2016-06-24 18.04.28.jpg

2016-06-27 20.19.07.jpg13502028_1230678540299240_2091695116121549_n.jpg