Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Diário de uma Caçadora

Para entenderem a minha loucura precisam, primeiro, de conhecer a minha paixão. Quero mostrar que a minha paixão é muito mais do que o simples acto de matar... Que a minha paixão é uma forma de estar na vida!

Diário de uma Caçadora

Para entenderem a minha loucura precisam, primeiro, de conhecer a minha paixão. Quero mostrar que a minha paixão é muito mais do que o simples acto de matar... Que a minha paixão é uma forma de estar na vida!

Quem são os Caçadores?

Quem são os Caçadores? Coloco, a mim própria, esta questão frequentemente. Afinal de contas, quem são os caçadores? Que mundo é que habitam? Que coisas é que fazem?

Esta questão pode ser interpretada de três formas, de três pontos de vista distintos: por um lado, temos o grupo de caçadores que se vê de forma bastante peculiar, sem muitas explicações, sabendo bem o que fazem neste mundo. No lado oposto, temos os fundamentalistas e os defensores extremos dos animais, que vêm os caçadores como os assassinos que deveriam levar um tiro (quantas e quantas vezes já ouvimos isto...). E, ainda noutra perspetiva, temos o chamado "meio termo", ou seja, cidadãos comuns, que não são caçadores, mas que entendem a importância da caça e de uma gestão cinegética adequada.

Vivemos assim, num mundo "governado" por diferentes perspetivas, por diferentes maneiras de ver a vida e, consequentemente, a caça e os caçadores. 

Nunca conseguiremos acabar com fundamentalismos e extremos, é certo; no entanto, podemos tentar expôr a nossa visão e, principalmente, expormos o que de mais íntrinseco está connosco: NÓS PRÓPRIOS! O nosso interior e o mais profundo do nosso íntimo, enquanto caçadores.

Porque, no fundo, somos apenas humanos. Somente isso: humanos. Que têm e vivem em função de sentimentos e emoções. Como toda a gente... Sem diferenças de cor de pele, sem diferenças de altura, sem diferenças de gordura, sem diferenças sexuais... Enfim... 

 

E portanto, quem são os caçadores?

São meramente isso: seres humanos. E, como todos, vivem em busca da felicidade... Têm sonhos, têm objetivos de vida, têm problemas, têm um papel na Sociedade (como toda a gente tem). 

Os Caçadores vêm de famílias. Têm um pai e uma mãe. Foram, outrora, crianças indefesas e sem maldade. Foram crianças que se formaram adultos, com a educação que receberam e na Sociedade em que estavam integrados. Tornaram-se adultos e, também eles, esses caçadores, constituiram família. São pais ou são mães... 

 

E porquê este discurso? O que tem isto a ver com a caça? Fundamentalmente, porque é preciso entenderem que os caçadores são pessoas normais, com famílias. E, portanto, quando querem atacá-los devem também pensar que têm pais em casa ou filhos, que estão a ver tudo e que, consequentemente, sofrerão com o que acontece...

Isto tudo devido aos ataques que são feitos a esta classe (se é que podemos chamar os caçadores de classe). Por conseguinte, é preciso haver respeito. É preciso perceber-se que, atrás de um homem ou de uma mulher "que só matam animais" há pessoas. E, como somos seres pensantes e racionais, temos de saber respeitar, para também nos conseguirmos dar ao respeito.

Seres humanos! Estes seres humanos que são os caçadores... Que são os fundamentalistas... Que são os cidadãos comuns... Todos somos iguais, todos nascemos e morremos, com o mesmo sentido: viver! E se todos temos essa liberdade de escolha, de viver em função da nossa felicidade, todos nos deveríamos saber respeitar uns aos outros. Ao vivermos, ao conquistarmos os nossos sonhos e ao alcançarmos a nossa felicidade, daremos muitas quedas, caíremos em muitas armadilhas e isso mexerá connosco. 

Os caçadores também choraram... Os caçadores também riem... Os caçadores também sofrem... Os caçadores também têm frio e calor... Os caçadores têm, como todos os seres humanos, sentimentos!

E, esta classe de seres humanos, deverá ser respeitada, pois estamos num mundo democrático, onde há liberdade de expressão...

Então caçadores, quem são vocês?

Somos apenas seres humanos, que gostariam de viver livremente... Somos seres humanos que se preocupam com os animais! Somos seres humanos que se preocupam com a Natureza e com uma gestão cinegética, para que os animais sobrevivam, para que não se extingam... Somos seres humanos que não ficam sentados no sofá, a ver o tempo passar... Somos seres humanos que ajudamos a Economia do nosso País a crescer... Somos seres humanos que respeitam os animais, que não os fazem sofrer porque, até ao momento da morte (em que não sofrem, na maior parte dos casos), eles foram livres e felizes...

Mas, acima de tudo, somos seres pensantes e racionais, ou seja, temos "ligeiras" diferenças dos animais... Não sujeitamos os animais a espaços reduzidos, onde não se podem mexer... Não sujeitamos os animais a roupas e chapéus, a comerem de talheres e/ou a ouvir música para adormecerem... Mas conseguimos respeitar quem o faça! Porque a nossa liberdade termina, onde começa a vossa... 

E não precisamos de vos atacar, de dizer (como bem ouvimos) que vocês, que estão contra nós, passariam por uma pessoa ferida na rua e viravam a cara. Que preferem os animais aos seres humanos... Isso podem ou não ser verdades ocultadas... A nós não nos interessa! Porque a nossa liberdade termina, onde começa a vossa...

 

A nós só nos interessa continuar a fazer o nosso trabalho... Só nos interessa continuar a reger-nos neste suposta liberdade... Nós, predadores, temos esse direito! E, para isso, não podem continuar a usufruir da vossa liberdade, sem antes respeitarem a nossa (ou a de qualquer outra pessoa)...

Porque somos, todos nós, apenas isso: Seres Humanos! 

E temos de deixar cair a máscara que nos enche de fundamentalismos... Seja para um lado, ou para outro!

 

depositphotos_16960495-Hunter-with-dog-hunting-ani

 

1 comentário

Comentar post