Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Diário de uma Caçadora

Diário de uma Caçadora

Campo de Férias para Crianças | "Caça, Conservação da Natureza e Biodiversidade"

No passado fim de semana a ANPC – Associação Nacional de Proprietários Rurais, Gestão Cinegética e Biodiversidade organizou o primeiro campo de férias sobre Caça, Gestão Cinegética e Biodiversidade, e foi um verdadeiro sucesso.

 

IMG_7678.jpg

De 2 a 7 de setembro participaram neste evento 30 crianças de norte a sul do país, com idades compreendidas entre os 6 e 14 anos, na Herdade da Barroca D´Alva, em Alcochete. 

Com o objetivo de inverter a atual tendência de afastamento e desconhecimento da população em geral, e das crianças em particular, da realidade do mundo rural, do campo e do contacto com a natureza e de todas as atividades relacionadas com a mesma, a ANPC levou a cabo este evento.

 

As atividades foram várias, desde a aprendizagem profunda sobre as espécies cinegéticas nacionais, assim como as espécies protegidas; a importância da preservação da natureza e biodiversidade; o papel da caça como ferramenta de controlo de populações e epidemias; até às demonstrações de treino de cães de caça ou às demonstrações de falcoaria.

 

As crianças tiveram ainda oportunidade de fazer um passeio noturno muito especial pela paisagem única de Barroca d’Alva, munidas de lanternas, com o intuito de descobrirem e verem de perto as espécies sobre as quais tanto aprenderam (raposas, lebres, coelhos e todo o tipo de aves). O entusiasmo continuou no último dia do acampamento, em que, logo pela manhã, houve espaço para um atelier de iniciação à falcoaria. Depois de conhecerem os falcões e açores, as crianças observaram as aves em ação, numa demonstração de como é feita a caça ao faisão e à perdiz com falcões.

 

Ao longo do acampamento tiveram ainda lugar a aulas práticas de observação de fauna, ateliers de gestão cinegética, tiro com arco, aulas de treino de cães para caça, sessões com veterinários do INIAV que ensinaram sobre as espécies cinegéticas, em particular o coelho-bravo, e com o conceituado especialista de observação de aves António Cláudio Heitor, para saberem reconhecer sons e pegadas de aves de caça e aves protegidas.

 

Nesta primeira edição, a ANPC contou com o apoio oficial da CAP, do ICNF, INIAV, Associação Portuguesa de Falcoaria, do Treinador de cães Vítor Silva - Canil da Maralha, do observador de aves António Cláudio Heitor e da equipa de instrutores de tiro com arco da Proflecha.

 

Estão de parabéns! Ainda bem que há alguém, ou alguma entidade, que começa a perceber a verdadeira importância de incutir o gosto pelo mundo rural e pela caça aos mais jovens. 

E o caminho vai-se fazendo assim: devagar, meticulosamente e com a certeza de que tudo vai correr bem.

ML.

 

Campo de ferias ANPC_treino caes (3).jpg

IMG_6683.jpg

IMG_6787.jpg

IMG_6954.jpg

IMG_7318.JPG

IMG_8078.jpg