Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Diário de uma Caçadora

Diário de uma Caçadora

Porque é que matas, em vez de caçares?

Hoje pensei em ti…

Em como podias fazer o que fazes…

Em como podias ser como és e transpores isso para a caça e para a sociedade atual!

Tu, porque é que matas, em vez de caçares?

É muito injusto, sabes? Mas eu sei que a vida é feita de injustiças. Eu sei disso, e talvez todos os que aqui andam também o saibam. Mas por uns não podem pagar os outros. E por causa de ti, nós pagamos todos. E isso é injusto, continuo a dizer. Todos temos a fama, mas certamente não temos o proveito (e ainda bem). Não gostava nada de ser como tu.

Tu, porque é que matas, em vez de caçares?

Não te importas com a natureza, não queres saber se é a tua casa ou não… Não apanhas cartuchos do chão, não ajudas a limpar o mato, quando é preciso. E talvez ainda tenhas a lata de deixar lixo por lá…

Tu, porque é que matas, em vez de caçares?

Fora isso, tens aquele lema de vida que me faz tanta impressão: os outros que cuidem, para tu usufruíres. Se queres ter, tens de cuidar, sabias? Se queres ver, tens de cuidar. Se queres caçar, tens de cuidar.

Tu, porque é que matas, em vez de caçares?

Um animal é somente um animal, para ti. Não têm essência, não têm dignidade, não têm história. Trata-los de qualquer maneira. Mas, se não tens respeito por ti próprio, como haverias de ter com os animais, não é?

Tu, porque é que matas, em vez de caçares?

Não queres saber de leis, de regras ou de valores. Tudo é tão fácil para ti. Não queres saber do que os outros te dizem, não queres aprender, porque pensas já saber tudo. Não há limites, mas não te esqueças que, por vezes, até o céu é o limite…

Tu, porque é que matas, em vez de caçares?

Matas o que tiveres à frente, seja macho, fêmea ou uma cria. Queres quantidade, em vez de qualidade. Não sabes o que é a caça, porque nunca a viveste, só a destruíste. Não sabes o que é perseguir uma peça de caça, com um cão, ou sozinho entre os montes e vales que chamam por nós. Nem sequer sei se conheces o sabor do suor enquanto caças, ou aquela dificuldade em respirar depois de subires um cabeço atrás de uma galinhola. 

Tu, porque é que matas, em vez de caçares?

A morte é uma consequência, não um objetivo. Talvez esta seja a grande diferença entre tu e eu! Entre nós, caçadores, e vós, matadores!

E és tu que matas, em vez de caçares, que estás a destruir, pouco a pouco, tudo aquilo que de melhor existe: a natureza, os animais e os caçadores!

ML.

 

Screenshot_20180619-092949.png

 

2 comentários

Comentar post